terça-feira, maio 29, 2007

E a semana começa...

Deu no Ancelmo.
Num ranking de aluguéis mais caros do mundo com 92 cidades, São Paulo ocupou o 41º lugar. As campeãs são as de sempre: Hong Kong, seguida por Tóquio e NY.
O Rio ficou em 31º.

A gente já sabe que a especulação imobiliária da cidade é beeeeeeeeem maior e que hoje, nessa cidade sitiada, são poucos os bairros realmente bons pra se morar.
Mas espanta, né?

---

Já viram a campanha nova da Oi?
Eu adorei.

Diz que o presidente da empresa enviou para os chefões das concorrentes um celular desbloqueado, um chip da operadora e uma camiseta "Bloqueio Não". Tudo em nome da concorrência saudável.

Eu achei válido. E somou muitos pontos na hora de trocar de operadora.

---

E depois daquele basfond todo pela legalização do aborto - com a Igreja fazendo sua tradicional pressão contra, até mesmo pra calar o Ministro da Saúde -, o governo aproveita a falsa religiosidade do brasileiro e lança um programa pra diminuir o preço dos anticoncepcionais (e olha que muitos já são de graça nos postos de saúde) e incentivar a vasectomia, que teve um salto enorme nos últimos anos.

É isso aí. Já que fica difícil pela via mais inteligente, que seja utilizada a mais fácil!

---

E a Miss Brasil ficou em segundo lugar no Miss Universo, lugar alcançado pela última vez em 72.
Acompanhei os momentos finais. Sem dúvida, foi injustiça. A japa é feinha de dar dó...e a brasileira, deslumbrante. Mineira, claro - ô raça de mulher bonita.

Fica pra próxima.

1 comentário:

introspective disse...

Eu não vi pq algo me dizia que a gente não ia ganhar - e tb pq prefiro a premiação de Mister Universo ;)

E foi um amigão meu - mineiro, por sinal - que fez essa campanha do Bloqueio Não. Achei fofíssimo. E aguardo ansioso o dia em que poderemos migrar de operadora sem ter de mudar o número - do meu número, que é de puta, eu não abro mão.

Ah sim, e eu tb não vou fazer função '1500 festas' não. Em princípio, vou só no Victor e no Peter - e quem sabe, se eu conhecer algum gato que vire minha cabeça, eu vá à X ou à GiraSol com ele, hehehe.

Eu até ia falar pra gente se encontrar aqui, mas sei bem que pride paulistano é igual carnaval carioca: as promessas que a gente faz, dificilmente vai conseguir cumprir! ;)