sábado, setembro 29, 2007

Nascimento Silva, 107

Eu tenho uma mania de olhar o nome dos prédios que existem por aí.
Deve ser resultado de ter vivido toda a infância em um condomínio com nome de índio (ou alguma coisa parecida, não sei bem). Era algo tão folclórico que nem consigo mais me imaginar vivendo num Aruanã, Arapuã ou Araribé da vida.

Chique mesmo é morar em prédio com nome francês - qualquer Le ou Du eu já to achando incrível. Os italianos também são ótimos, mas ultimamente a maioria se resume a Fontana di Tevi ou Palazzo Alguma Coisa (tem coisa mais megalomaníaca do que isso? Sem contar que um “Palazzo Marechal Hermes” é ruim de aturar, hein)

De um tempo pra cá inventaram uma coisa um tanto quanto wannabe: nomes de cidades. Se antigamente Biarritz e Saint Tropez faziam a cabeça da high, hoje já vi prédio se chamar Torre Paris, Condomínio NY ou Edifício Detroit (?).

Outro clássico, mais comum em prédios comerciais, é nome de gente importante. De Almirantes a Escritores, até Chopin é surrupiado pra um dos endereços mais balados do país.

Mas agora a moda é nome em inglês. Quanto mais novo-rico, mais americanizado, claro. É um tal de Green Village, Blue Dream, London Green…Até no Leblon está subindo um Diamond na beira da praia. Tem coisa mais cafona?!

Vocês devem estar achando que é exagero meu e coisa e tal. Mas como se não bastasse aquele tupi-guarani do antigo prédio, meus pais já tiveram apartamento em um condomínio chamado Summer Coast, vizinho do Blue Coast e do East Coast, de frente pro Key West e pro Key Biscayne.
O horror.

Entenderam meu trauma agora, né?

5 comentários:

Tony Goes disse...

O primeiro comercial que fiz na vida foi para o lançamento de um prédio em Campinas. Chamava-se Edifício Dona Nair. Quando sugeri numa reunião que trocassem o nome, o dono da imobiliária quase teve uma síncope - Dona Nair era a santa mãezinha dele... Mas até o corretor concordou comigo. Achava que sertia mais fácil vender se o prédio se sev chamasse Bélle Époque (assim mesmo, com os acentos como se lê em português). Abafa...

Clebs disse...

E tem que aqueles com Villa, Ville, Cité...

Dá uma volta na Barra, em minutos vc pensa que está numa Miami pobre....

Mais cafona do que os nomes dos prédios, só aquela estátua do NYCC.

Aff.

Rafa di Luca disse...

entendo TOTAL vc....

era vizinho de uma que chama Place Dummont!!!???

então tá

bjs

Gui disse...

Tony, Dona Nair? Pelo menos achei criativo. Bélle Époque seria mais cafona e menos original, né? rs...

Celebs, ô se eu não conheço essa cafonice barratijucana...

rafa, tem coisa pior!

Lady Metal disse...

Pode contar, você morava na Barra!