terça-feira, abril 14, 2009

Semana (nada) Santa

O feriado carioca foi tipicamente paulistano: sem parar.
Confesso que tinha lá as minhas dúvidas, mas a cidade estava absolutamente lotada de turistas. Muita gente querida de todos os cantos do país veio dar o ar da graça e aproveitar a Páscoa.

O bafo começou na quinta-feira. A The Week estava com lotação máxima e a cidade inteira baixou na Sacadura Cabral - as filas chegavam até a esquina e lá dentro mal dava pra andar. Preta Gil coroou de vez sua Noite Preta como o melhor acontecimento desse ano. Em meio à sua divertida performance, rasgou elogios ao público e à casa (locação mais do que perfeita que contribuiu - e muito - para tanto sucesso). Acabei saindo de lá mais cedo do que deveria - e a fila de pagamento, apesar de imensa, andava bem rápido - mas muitos amigos só arredaram o pé às 8 da manhã (detalhe: chegamos antes de meia-noite!).

A sexta foi de praia, amigos, drinks e sorvete no Felice. Faltou disposição, mas fontes garantiram que Galeria, "Sexta na Lapa" (uma nova festa que aconteceu na Rua do Riachuelo) e até Le Boy estavam animadas como se Carnaval fosse.

O sábado começou em clima duvidoso. Primeiro, porque eu tinha uma grande obrigação familiar: aniversário de 83 anos da minha avó - festança imperdível com toda a família reunida. Depois, havia um conflito: aniversário na TW ou a curiosidade da edição da BITCH.

Acabei escolhendo a segunda opção, motivado pela presença de 10 entre 10 amigos, além da locação-símbolo da festa. O Terra Encantada me faz voltar ao meu início da noite gay, quando as labels eram eventos ansiosamente esperados. (Mas isso fica pra um próximo post...)

O finde foi finalizado com o almoço de Páscoa, a vitória do meu time e mais uma Duo no 00 que, como sempre, tinha o melhor público do Rio, além dos queridos DJs Dri Toscano, Rafael Calvente e Luiz Clarck e um tribal animadíssimo.

O primeiro feriado mostrou que não falta animação em 2009.

3 comentários:

abonitadavieirasouto disse...

Não sei o que as bee veêm na Noite Preta. Ela não canta nada, tem muita sapata, e a pegação é quase zero, mas....Acho que muita gente foi para conferir. O Cine estava bom, fui conferir a 'tal' obra que fizeram. Trocaram os bares de lugares e o local do dj. E quem me levou foi a Alyson Calagna, que fez um set médio. Volto só ano que vem. As mais animadas sairam da TW e foram para lá. Sobre a festa Stravaganza na LB na sexta, como sempre não bombou. Ficou com um povo estranho e algumas bees desavisadas. Já a Bitch foi animado pelo set do Tony Moram que não estava nem aí para o povinho. Mandou um set de música novas e legais. Além do local do dj, que estava fantástico poderiam colocar um laser poderoso. Pq o produtor gosto e grana tem. E não achei a cidade tão cheia assim. As mesmas bees de sempre. Mas como amo esta cidade e como adoro meu grupo adorei o meu final de semana e que venha agora o próximo.

Daniel disse...

engraçado como o ano REALMENTE parece que começa depois do carnaval, até na referência aos feriados. Fiquei com a impressão que essa Bitch deve ressucitar um pouco o público que não tem saído aos sábados desd eo carnaval.

Tony Goes disse...

Quer dizer que eu não faço dos "10 entre 10 amigos"?