quarta-feira, novembro 28, 2007

O que vem por aí

Todo ano é a mesma coisa.
Falta exatamente 1 mês pro início dos fervos do Réveillon mais babadex do Brasil.
Enquanto pencas de mineiros, paulistas, brasilienses e gringos se agitam na função de marcar passagens e hotéis, nós da cidade maravilhosa tentamos descobrir informações sobre os baphos que irão acontecer. Seguindo a tradição carioca, fica tudo pra em cima da hora.

Sem dúvida, esse ano a expectativa é enorme tendo em vista que a TW fará seu debut numa das épocas mais fervidas do ano.
Mas como antes disso teremos a inauguração do anexo e da piscina, aumentam as especulações do que a casa paulistana estará nos reservando.

Como tenho ameegas influentes e curiosas, recebi no celular uma foto live from NY Sacadura Cabral do que seriam as obras de expansão da filial carioca com o texto "Bee, tem uma piscina com um desenho...ai, uma mandala em cima".
Ok, não dá pra ver muita coisa ainda, mas diz que ali do lado direito é a churrasqueira pro pagode de domingo, ta?

Já adianto que não quero ser nenhum Cena Carioca, Carioca.biz, E-Party ou GlamAddict (RIP), mas vou dar meus pitacos, lógico.

Por enquanto, certo é que teremos mais uma edição da Alegria de Ric Sena por aqui. Dia 28/12, sexta-feira, abrindo as comemorações pra 2008. Promete outro local - nem tão novo, já que era (?) a casa da R:evolution - mais banheiros e, amém!, mais ventilação.
De boa, eu não simpatizo com o Armazém do Cais do Porto - aquele banherón e aqueles ventiladores com gotinhas de água me matam . Só achei o espaço bem utilizado em uma festa que fui por lá com Smokin Jo e Tiësto num Heineken Thirst em 1890, por aí - mas o tamanho daquele galpão é propício a qualquer tipo de transformação cenográfica. E vamos combinar que ele pode até não entender de ar-condicionado, mas disso ele entende.
(O flyer é lindo, mas se no outro ano o corpo estava pra cima e nesse ano está pra baixo, arrisco que no próximo será pra direita e, depois, pra esquerda).

Apesar de todo aquele bafo no ano passado, parece que todomundovai. Desse vez, ou ele arrasa e faz uma festa pra entrar pra história ou nem se arrisca a passar na porta do Galeão no próximo verão.
Ajuda do DJ ele já tem - a última vez que Abel fez um long set de 12h no Rio (Carnaval de 1785, por aí, festa do Ideal no Asa Branca - com muito calor, diga-se) foi assunto pra mais de mês.

Num esquema BNTM, nas palavras de Fernanda Motta: “Essa é a última chance que eu estou te dando”, Ric Sena.
---

A medida que eu for descobrindo alguma novidade, conto aqui.
O foda é que após tooooda a função, teremos apenas 1 mês pra nos recuperarmos para o Carnaval.
Péssima essa data, aliás.

Ou seja, aguardem e se joguem.

6 comentários:

Lady Metal disse...

E eu empacada aqui, takk og pris til UDI, que sumiu com os meus documentos.

abonitadavieirasouto disse...

Seu post foi legal, mas já rola mais informações, tem a TW para o mesmo dia e duvido que a japa não traga alguém de peso para bater de frente com Alegria, e mais num lugar que ele vai alugar para o evento, vide no dia da E.njoy, que prá mim foi excelente com Peter Rauhofer na TW, e deixou o Vivo Rio as moscas. E já tem 3 R-evolution marcada, dois pool e ano novo, só falta quem vai tocar, grande detalhe em falando que ultimamente que o dj 'tal' leva um público atrás, e 'acho' que o Almada vai trazer o Offer Nissim, algo me diz para acabar com a festa da Alegria.

Zeca Lima disse...

Vc sabia que o corpo no flyer é ele? rsrsrsrs....adoro seu blog! bjo,
Zeca

Tony Goes disse...

Nunca vi uma unanimidade tão sólida: a Alegria no Scala foi a pior festa de todos os tempos, contando inclusive aquele baile no bunker do Hitler que foi bombardeado (veja no filme "A Queda").

Agora, frestas naquele galpão sempre froam legais... a pergunta é: agora que os cariocas se acostumaram com a TW, vão aceitar banheiros porcos? Claro que vão, na hora do aperto todo mundo aceita qualquer coisa. E ainda tem o mar ali do lado para os mais desinibidos.

Tudo Mundo disse...

colocado estou, pago quando puder... ops... comento direito isso aqui depois...

Leandro disse...

é baby! Olha que a tentação é foooooorte demais da conta, mas a viradinha não será em terras cariocas. pense no desespero e nas tentativas de desapego aos bens materiais. Mas não dá pra desfazer da herança assim, de uma vez só. Portanto, deixaremos a jogação linda e frenética do errejota para um solzinho fervoroso bem ali, no que houver de paradisíaco no nordeste.

eu sei, eu sei... sei que é uma troca arriscada e muuuito ousada. Afinal, vai tocar for all! uia! Maaaaas, a gente rebola no ziriguidum e se esbalda no câncer de pele.

beijos pra ti