terça-feira, janeiro 29, 2008

Armário vazio

Depois que eu ouvi vários comentários sobre a entrevista do Bruno Chateaubriand nas Páginas Amarelas, cogitei a hipótese de comprar a edição desta semana da Veja, já que aqui em casa preferimos Dona Lily aos Civita e assinamos o combo OGlobo + Época.
Nem precisei. Ontem chegaram exemplares de brinde na caixinha do correio.

E não é que também me surpreendi?
Bruno me pareceu extremamente verdadeiro e sincero em suas declarações a respeito da sua sexualidade, os problemas de aceitação, o preconceito e, claro, seu relacionamente de 11 anos com Andre Ramos.

Aliás, é incrível vermos como as histórias são tão parecidas, mas que ainda assim precisamos lutar muito.

---

Ontem, vendo BBB enquanto fazia um transport básico na academia, ouvi a seguinte pergunta do Bial (aquele que diz que balé é coisa de viado, lembra?):
- Fulana, você esconde alguma coisa da sua intimidade?

A menina deu uma ótima resposta, do tipo que esconde a intimidade de si mesma e que se esconde lá dentro, esconde também aqui fora e blablabla.

Fato é que a perguntinha malandra pareceu ser, na verdade, sobre a (homo/bi) sexualidade da moça, mesmo ainda não tendo o povão despertado pra essa possibilidade.
Assim, fica a questão:
A Globo vai começar a fazer o outing dos participantes assim, na cara-de-pau, em troca de audiência? Que tal colocarmos seus atores/apresentadores/jornalistas na roda também, hein?

Desnecessário.

7 comentários:

Estefanio disse...

huauhahuahua ja pensou? o bial aparece no chroma key do fantastico: E ai, Zeca? Ativo ou Passivo?

Klero disse...

Mas que coisa, agora vou ter que ler essa entrevista para saber o que tem nela? Todo mundo falando! E eu nem lembrava quem era o moço até esse tohu bohu começar! xD

Eu quero fazer o outing de algum deles, posso? Deixa? =D

Clebs disse...

Super apoio sua proposta!!! Quando vi aquilo (sim, eu vi), fiquei com um nó na garganta.

Uma coisa é aquele Marcelo (ursão) fazer show de sua sexualidade e usar isso a favor (ou contra) dele no jogo.

Outra beeeem diferente é soltarem que "tem mais algum brother homo na casa" como o próprio diretor do programa já disse, ou o Beeal fazer o que fez.

(Tudo bem que a fancha dá uma pinta monstro)

Outing pessoal é igual bunda, cada um faz o que quiser com a sua, seja aqui fora, seja em rede nacional.

Ah, bye!

ludo diniz disse...

Achei ótima a entrevista. Mostra que mesmo com a fama o preconceito de certa forma continua e mesmo assim tem de se policiar até em festas na sua própria casa.

Quanto ao outing, realmente desnecessário. Agora tem ex-BBB (já foi citado em blog) que não arreda o pé da TW e não tem o menor jeito de ser moderno.

introspective disse...

A homossexualidade só é prestigiada (o melhor seria dizer 'explorada') quando convém.

eugostodeumacoisaerrada disse...

Essa OBSESSÃO que a Globo parece ter no BBB 8 em botar na cara do povo a opção sexual dos participantes é mais uma vergonhosa apelação pra aumentar o ibope.

Se a moça por Bial interpelada sou, a Globo qdo saísse processaria.

GUI SILLVA disse...

Super desnecessário.

É a apelação para alavancar o ibope!