sexta-feira, fevereiro 22, 2008

O diário de um mago

Outro dia, a Monica Bergamo contou que o Paulo Coelho está escrevendo uma auto-biografia. Além do capítulo que relata suas antigas dúvidas sobre sexualidade, o Mago fala também como consegue ficar invisível através do poder da mente, circulando por aí sem ser visto.

Vou confessar que também sou adepto da técnica. Adoro me fazer de invisível nos lugares mais diversos possíveis, já que sou extremamente sem paciência com pessoas e papos chatos. E afinal, se ele pode, por que eu não, né?

Anteontem, por exemplo, descobri que esta semana será realizado um dos eventos mais insuportáveis do ano. E daí que passei todo o meu treino na academia utilizando a tal força do pensamento e me fazendo de invisível pra não ser convidado. Sabe aquela situação chata que você não tem nem como dar uma desculpa? Pois é... e todo ano é a mesmo coisa.

O plano estava funcionando perfeitamente, mas quando acabei a última abdominal, tirei as caneleiras e fui alongar, perdi a concentração. Devo ter achado que o jogo estava ganho e acabei esquecendo a invisibilidade. Resultado: ouvi um "Guilheeeeeerme" no meio da sala de musculação e saí com não um, mas dois convites pra duas das boates com mais new rich / jogador de futebol / maria-chuteira por m2 do Rio de Janeiro.

Enfim... ainda falta um pouco para ser o Paulo Coelho.

5 comentários:

Leo Lazzini disse...

sempre que eu fico invisivel eu derrubo alguma coisa, tropeço em alguem, aperto o dedo na porta... impressionante

GUI SILLVA disse...

O Fernando Morais, o memso que escreveu Olga, tava biografando o cara...

não gosto do mago. nem como ator, muito emnos como autor...

afff...esses convites, cansam!

introspective disse...

Hahahaha!!! E quais eram, Nuth e Baronetti?

Celso Dossi disse...

Ele deveria ficar invisível pra sempre AHHAAHHAHAHAHA
Abraços, Guerreiro de Luz!

Klero disse...

Será que ele consegue usar o poder da mente para aprender a escrever???? Mistéééério