sexta-feira, março 28, 2008

Todo dia é dia

Como vocês sabem, não sou adepto da night nos dias úteis. Por conta da disposição que vem diminuindo com a idade e das muitas atividades que ando acumulando durante a semana, fica difícil aguentar uma maratona intensa de jogação.

Mas ontem foi uma exceção, por três motivos.
O primeiro era a vontade de ferver com a ameega londrina, já que no sábado aconteceram aqueles probleminhas e acabei desanimando.
O segundo, a vontade de conhecer a festinha Underproud que tem rolado no Dama de Ferro desde o início do verão, realizada por jovens e belos produtores do Rio que estão a procura de um lugar ao sol na cena da cidade.
O terceiro foi a estréia nas picapes do amigo fervido Luiz Clarck, que abriu a pista com um delicioso e animado set de house progressivo.

Verdade é que há tempos não pisava no club de Ipanema. Lembro com saudades da Pufe às sextas, que movimentava as pistas de house e marcou o início da minha nightlife.
A casa passou por algumas mudanças, a pista desceu, a pia sumiu (pra vocês verem como eu não pisava lá há muito tempo meeeesmo) e a moda do iDJ pegou no andar de cima.

Depois de uma da manhã, Marcus Vinicius - aka MVee - assumiu a cabine com um tribal bem bacana, com direito a alguns vocais e muitos gritinhos na pista. Ainda não tinha ouvido o DJ nessa sua nova fase pós-bate-cabelo da BITCH e vou confessar: adorei e já estou louco pra conferir sua residência na TWR.

A festa não estava lotada, e acredito que nem seja essa a proposta. Parecia um encontro de grupos de amigos que querem apenas dançar, rir e se divertir - daí os pop hits de Spice Girls e Britney no andar de cima - com uma galera nova, bonita, despretensiosa e atenta às boas coisas desse mundo.

Quem sabe não passo a ter essa disposição mais vezes, hein...

6 comentários:

Estefanio disse...

O melhor é o bando de amigas malucas falando merda all night long neam?
Adooooro
Niely Gold viveu

Lady Metal disse...

Aiiiii eu quero essas festas nesse fim de mundo onde vivo!

Clebs disse...

UUUUUUUU, na traaaaaaaaaaaaava ops.. traaave!!!

JU-RO! Ontem estava no happy hour com geral que acabou virando um Late Hour e surgiu a idéia de ir para o Dama assim como surgiu a idéia de ir para o... Circo Voador...

Ponderei...e deu coluna do meio: cama.

Sabe... disposição.

Mas quase nos esbarramos lá, até pq Circo voador com rock alternativo é a little too much.

Bye.

Too-Tsie disse...

Eu ainda acho que falta gente empreendedora que bole uma tea dance de tarde, alguns dias de semana e domingo.
Clima gostosinho, muitos drinks tropicais, som levinho, e o povo ainda cheirando gostoso recém saído do banho hehe.

Alberto Pereira Jr. disse...

é sempre bom revisitar lugares.. sair pra novos programas.. e encontrar gente amiga e espaços pra se divertir

introspective disse...

Juuura q seu amigo ticou progressive house? Por que ninguém toca isso quando eu estou por perto??? :(