sábado, junho 28, 2008

Somewhere over the rainbow


Feliz Dia do Orgulho, bees!

Como todo mundo sabe, hoje é o nosso dia. Isso porque há 39 anos acontecia a famosa rebelião de Stonewall, o bar gay em NYC onde as bees enfrentaram a polícia em nome do orgulho e da liberdade - pra quem não sabe a história, vale ler aqui.

Menos de 4 décadas se passaram e cada vez mais as conquistas acontecem. Claro que umas mais e outras menos, mas quem diria que hoje já teríamos união civil, adoção, gigantescas paradas espalhadas pelo mundo, direitos previdenciários, visibilidade e - pasme! - respeito.

Claro que a gente ainda precisa de muita coisa - a violência homofóbica é o lado mais obscuro e ainda muito presente - mas dá pra lutar e sonhar por aquele mundo perfeito em algum lugar depois do arco-íris.

---

E tá todo mundo celebrando por aí.
Nesse finde acontecem algumas das paradas mais bombadas do mundo: Berlim (com direito a um representante do blog, tá?), NYC (com direito a Mr. Tony Goes, tá?), São Francisco, Toronto, Chicago e Cidade do México (ok, essa não é bombada, mas vai acontecer assim mesmo).
Todas naquele esquema chato e que ninguém gosta: zilhões de bees de todos os cantos, muita pegação, muitas festas e muitos top DJs (Peter e Offer tocam em NY e Toronto, enquanto Ana Paula fará dupla com Tony Moran na cidade canadense).

Por aqui, a Prefeitura do Rio também resolveu lembrar da data. Olha, eu adoro falar mal do prefeito, mas não posso negar que ele anda bem atuante na defesa da causa. Talvez tenha percebido a importância do turismo gay pro Rio - e depois de anos sem qualquer incentivo, até prêmio a pessonas importantes da comunidade GLBT entregou.
Hoje, a Farme amanheceu com cartazes que darão início ao Rio Orgulho, a comemoração, no próximo ano, dos 40 anos do fato, com programação de seminários e encontros sobre temas gays - e tomara que signifique um maior investimento pros eventos e pra Parada da cidade.

---

Nesse domingo, fechando a tradicional Semana da Diversidade Sexual, o GNT exibe um programa especial da Gabi e, depois, o documentário inédito Filhas de Chiquita, sobre as travestis de Belém (tentei mas não consegui ver no Festival do Rio, não perco por na-da).

---

Vamos comemorar, amigos?

9 comentários:

GUI SILLVA disse...

Xará.
Tô por aqui!
Vou marcar de sair com o Clebs, o estefaniooooo - e as meninas. Vou pedir para te avisarem.
Será um prazer encontrar vocês.
bjo
Guee

Alexandre Lucas disse...

Se hoje os ventos sopram liberais no ocidente é graças a muitos que sofreram e tiveram coragem nas décadas passadas...
Desde sempre houve homossexuais, e muita gente ainda sofre. Ainda há muito caminho para ser trilhado...
Infelizmente, a mesma humanidade capaz de criar os mais encantadores sonhos também cria os mais nefastos pesadelos.

Klero disse...

Stonewall é um marco que merece ser lembrado, e acho ótimo que o Rio de Janeiro esteja nesse caminho... São Paulo sempre me soa mais atrasada nesse quesito... coisa das famílias quatrocentonas que abundaram por aqui e dominaram um pco da mentalidade, entre outros diferenciais...

Clebs disse...

Engraçado esse evento do Rio Orgulho. Teve alguma divulgação, além daqueles galhardetes na Farme? Só fui notar no sábado a noite e não entendia o que era...

Seria bom eles proclamarem melhor, nem que seja via aquelas irritantes pessoas que distribuem papeis na rua e quase obrigam você a pegar-los.

Boa semana!!!

abonitadavieirasouto disse...

O documentário Filhas de Chiquita foi nada demais, parecia ser filmado alí em madureira. Muitas pintosas e uma certa 'luta' para abrir um bar gay num dia santo, coisa que a farme/frei caneca já tem a anos e em madureira as quartas-feiras toda semana. Só isso. Mas a entrevista com da convidada Marília Gabriela foi muito boa, isso sim.

Too-Tsie disse...

Anos atrás vi um documentario babado sobre Stonewall, com pitadas de drama, na luta, mas com muito diversao também, montação de época.

Acho que foi num dos primeiros festivais do mixbrasil.

Leo Lazzini disse...

cara acabei de me dar conta que o aniversario do Tampa eh justamente dia 28 de junho !! hueheu

Tony Goes disse...

Troco nossa parada bombadérrima pelo contrato de parceria civil que eles têm lá na Cidade do México. Pois é, o México, tão machista e tão conservador, mais avançadinho que os assanhados brasileiros.

Alexandre Lucas disse...

Clebs, antigamente se diria que esse evento "Rio Orgulho" é "para inglês ver"...