sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Diga espelho meu...
se há na Avenida alguém mais feliz que eu


É hoje, galera.
O Carnaval 2009 oficialmente está começando. São muitas festas, muitos blocos, muitos eventos. E onde quer que a gente esteja nesse Brasil sil sil, todo mundo vive esse momento.

Bom, só tenho a desejar a todos um ótimo Carnaval. Que todos se divirtam, se joguem, beijem na boca, fervam, dancem e pulem como se não houvesse amanhã. Porque a vida é feita de momentos e o tempo não volta nem um segundo. É melhor aproveitar o que se tem agora e não se arrepender de não ter feito...

Ah! Não esqueçam: camisinha SEMPRE.

Não sei quando volto, já que a minha maratona vai ser pesada e devo parar bem pouco em casa (aliás, vale ressaltar que virei referência de Carnaval, né? Tô me sentindo o Jamelão...ou a Luiza Brunet, dependendo do referencial). Mas continuarei monitorando tudo e se não conseguir antes, na quarta-de-cinzas eu apareço com o balanço desses dias de Folia, além de mais uma vitória da Beija-Flor.

E pra quem vem pro Rio: seja bem-vindo.
A gente se encontra nas pistas, nas praias ou no samba carioca.

3 comentários:

Marcio Nel Cimatti disse...

Eita coisa boa!!!

Adorei o blog, vou sempre passar por aqui!

Abs!

Rubem Matias disse...

A noite de sábado na The Week Rio estava bem caída, pra um sábado de carnaval, quase um fiasco...

Eu que sou fã declarado e já vi cinco apresentações de Peter Rauhofer no Brasil, posso infelizmente garantir que esta foi sem dúvida, a mais fraca e decepcionante de todas.

Um Peter risonho, falante e tricotando com o Angelo Russo (manager do Offer Nissim) o tempo todo, deu no que deu, erros de passagens, cd arranhado, mixagens ruins e visivelmente erradas, enfim... Angelo Russo até comentou do erro de Peter nas pick ups... Acho que eu sou do tempo em que Peter passava 6, 7, 8 horas tocando sem dar um sorriso ou falar com ninguém.

Sem falar do som pesadíssimo (característico dele eu sei) que ele trouxe na bagagem, mas tava demais, carnaval é mais leve, mais festa, o set tava dark total, muita gente reclamando... boate esvaziou cedo... enfim...

Mas Peter Rauhofer é sempre TOP, apesar de a cena no Brasil e em muitos países no mundo já estar virando a cara para o dj faz tempo... mas ele mora no meu coração... Como diria Lindinalva, "essa bicuda"... é estratosférica.

Só não posso esquecer de parabenizar DJ Joãozinho Neto que fez um som de categoria, fino, leve, com uma alegria que contagiou a pista que tava a fim de se divertir no sábado... Sempre um fofo e gentil João. É muito bom ver nossos djs brasileiros não devendo nada para nenhum outro gringo.

Abração...

Alexandre Lucas disse...

E que sobre para o "enterro dos ossos!".