sexta-feira, fevereiro 27, 2009

A Maravilha do Carnaval

Foram 5 dias, 9 nights e 40 horas de festas.
Muita coisa aconteceu durante esses dias de folia, que começou na noite de sexta e só foi terminar na tarde de quarta com uma praia digníssima e um café na Farme.
Muita gente de fora, muitas pessoas animadas, muita gente bonita, muita pegação, muitos amigos e muita diversão ditaram o ritmo do Carnaval Carioca 2009.

E isso sem contar os dias de praia no Coqueirão, as passagens pela Farme, a confusão da Banda de Ipanema, o fervo na calçada do Tô nem aí, os esquentinhas no Felice, os cafés-da-manhã na Martinica, os sucos no Cafeína, os desfiles das Escolas de Samba, as Absoluts Vanilla nos bares e os almocinhos em grupo pra repor as energias. Tudo tão intenso que até perdi uns belos quilinhos nessa maratona carnavalesca...

Mais uma vez a cidade recebeu muito bem seus visitantes, grande parte por culpa dos dias lindos que tomaram o céu. E depois disso tudo, lá vamos nós pro tradicional resumão das festas:

Sexta

Maxima @ Monte Líbano
Em sua segunda edição, a Maxima teve a difícil missão de fazer o opening do Carnaval carioca. Difícil porque é um dia que nem todo mundo está com disposição pra jogação pesada. Mesmo assim, a festa rendeu muito bem com o set do Hector Fonseca, apesar de eu ter achado que o DJ deveria ter tocado entre o Calvente e a Ana Paula e não no final. O ponto de melhoria vai pras filas (um caixa no bar não dá, concorda?), pra área vip (que novamente não aconteceu) e pra decoração (ainda falta trabalhar – e muito – o tal conceito europeu prometido pra festa).

Sábado

R:evolution @ Marina da Glória
Uma festa belissimamente decorada e com DJs que sabem levar o público na mão. Pena que logo após a entrada de Twisted Dee, tudo apagou. Quem ficou garante que a festa não perdeu o brilho, mas como eu já estava com a saída programada, consegui ver apenas mais um pouco de tanta animação.

Peter Rauhofer @ Cosmopolitan The Week Rio
A festa que tinha a decoração mais bonita do Carnaval – com gotas brancas caindo do teto do club – trouxe o DJ-quase-brasileiro. Quem reclama do Peter deve ser louco. O cara é o rei da noite gay, sem dúvida. Som pesado? Ele sempre tocou assim - olha que ainda abusa de hits como Say it Right ou He wasn’t man enough for me. Erros? Não sei do que estão falando. Sorrisos? A cada dia que passa, ele se sente mais à vontade por aqui. Até no Facebook do DJ ele fez contagem regressiva pro nosso carnaval, já subiu vídeos da apresentação em Floripa e confidenciou para um amigo com quem sempre troca idéias que adora o Rio e SP e sempre se prepara pra nos visitar.
Na boa? Já está mais do que na hora da The Week anunciar uma residência – bimestral, quem sabe? – pro top DJ.
See you soon, Peter.

Domingo

The Original Brazilian Pool Party @ Estação do Corpo
A festa que deu o que falar no Reveillon voltou com o gás total. Um clima delicioso, uma vista incrível pro Cristo e um povo que só queria saber de se divertir. Os erros foram corrigidos: os bares funcionavam bem, a decoração era linda e o som dos residentes Scorpio e Flavio Lima e do DJ Paulo estava mais do que perfeito praquele momento. A única reclamação continua sendo os banheiros (que dessa vez ocuparam um lugar de passagem não muito simpático, mas pelo menos funcionaram um tanto quanto melhor do que na edição anterior).
Ainda tivemos tempo de brincar com uma bola de parque de diversões que um amigo levou, fazendo a linha Fantasia (Rabesh! Tânia Mara! Jéssica!) em volta da piscina.

Segunda

E.Go After Hours @ Fosfobox
O projeto de verão da E.Go se despediu com um after pra lá de digno. O Fosfobox foi o destino certo pra quem quis continuar sua jogação ou pra quem, como eu, não teve coragem de enfrentar leques e apitos ou estava muito cansado praquele pulo dominical no 00 e tirou uma boa soneca. Destaque pro time de novos e competentes DJs que ocuparam a cabine.

Seamus Haji & Chris Cox @ Toy The Week Rio
O melhor som do Carnaval. Chris teve alguns momentos de confusão, mas quando acertou a mão, deixou todo mundo lokonaboate. Mais um que, por mim, já deveria ter ganhado uma residência entre nós. Já Seamus foi a surpresa mais previsível do Carnaval. Eu avisei, eu avisei, eu avisei. E mesmo assim, me surpreendi. Mesmo entrando às 5:45 da manhã e sabendo que aquele não era o tipo de público com o qual está acostumado, o cara foi absolutamente fantástico, com uma técnica e uma qualidade pouco vistas. Não cansei de ouvir “bem que você disse...”. Overpowered me fez chegar ao orgasmo na pista, ainda mais com todas as pessoas queridas reunidas em frente ao DJ, na beira do palco, em um raro momento de completo e total envolvimento. Histórico.

O melhor detalhe da noite ficou por minha conta: tive a capacidade de perder a camisa, dar uma volta na boate com os amigos, dar falta depois de muito tempo e andando como quem não quer nada, encontrá-la esticada em cima do queijo central.

Terça

The Original Brazilian Pool Party II @ Estação do Corpo
A festa da terça-feira estava mais cheia do que a de domingo, mas os DJs residentes fizeram tudo parecer muito igual: o mesmo local, as mesmas pessoas, o mesmo som. Deu um certo cansaço. Até que Twisted Dee entrou e a festa tomou nova forma, muito mais animada e muito mais envolvente. Daí pro clima perfeito foi um pulo.

Erick Morillo @ RioMusicConference Marina da Glória
Após um rápido banho e uma troca de roupa fundamental, partimos pro RMC. O espaço I da Marina não tem a mesma vista escândalo daquele que estamos acostumados a frequentar, mas é uma ótima opção para eventos maiores. Tudo funciononava perfeitamente pra um super festival eletrônico, pena que o clima era muito HT. Porque Erick Morillo é algo fantástico de se ver e, em sua primeira apresentação no Rio, o cara mostrou porque é tão famoso e tão tocado em qualquer pista de house do mundo, seja qual for o tipo de público. Ok, o set foi um pouco mais comercial, provavelmente por causa da galera presente, mas dava pra sentir a incrível vibe do cara. Absurdo.

Tony Moran @ Nova Pool Party The Week Rio
Chegamos à porta da The Week às 4:30 da manhã e Tony Moran tinha acabado de deixar a picape. Pena. Mesmo assim, a casa estava lotada e assim seguiu até o fim – nem parecia já ser uma quarta de cinzas. Amigos que estavam lá desde muito mais cedo garantiram que o DJ fez uma performance digna da sua fama por esses lados e que os The Week Dancers provaram ser a grande sensação da temporada. E, pra mim, esse Carnaval não poderia ter tido um grand finale tão perfeito.

Balanço Final

Mais um Carnaval com a cara do Rio. E mais uma vez ficou provado que a cidade atrai muitos olhares e muita gente bacana: as nights foram incríveis e as ruas tinham um clima que a gente só vê nessa época do ano. Infelizmente, essa festa toda dura pouco.

8 comentários:

introspective disse...

Lindinho, adorei dividir um pouco dessa sua vibe incrível. Agora é nóis em Búzios! Já fiz meus 2 posts de Carnaval tb :)

Daniel disse...

queria poder me lembrar de como foi cada fesata de carnaval que eu fui em floripa para fazer uma descrição individual como você fez. :P
na minha cabeça, já virou tudo um grande 'blur'.

só lembro que a gente teve a vantagem de ter Seamus e Zé Fofinho em festas separadas.

Lucca Koch disse...

fiquei chocado com o poder de sintese!!!!!!!!!

;)

Renata P. disse...

De tudo isso, deixa eu fazer a pergunta que realmente importa: já consertaram o ar-condicionado da Fosfo? MOR-RI de calor da última vez que fui lá.

Alexandre Lucas disse...

Esse "Stand back.." é novo, né? Eu teria notado antes.

Jack disse...

As science struggles on to try to explain / Oxytoxins flowing ever into my brain

Anónimo disse...

So quero registrar que estive na MAXIMA e vi varias pessoas sendo extorquidas na saida do banheiro.
A gringa entrava e os segurancas quando percebiam a colocacao a cercavam e arrancavam dinheiro delas.Foi horrivel presenciar isso.

Gustavo disse...

Ai Mara de Carnaval no RJ!!!!

Planos para 2010, aproveitar um pouco do carnaval Carioca... E tenho dito! rsrs

Bjundá!