segunda-feira, abril 06, 2009

Não há nada como o titânio da Tiffany*

O primeiro finde de 2009 em São Paulo foi absolutamente incrível.
Aconteceu tanta coisa que desde a manhã de sábado, quando deixei o Rio, até o início da tarde desta segunda-feira, quando voltei, contabilizei apenas 5 horas de sono.

Tudo começou com a festinha mais aguardada e divertida da semana. Não, não teve nada de branco. Tratava-se de um mega encontro de queridos amigos que surgiram na minha vida através desse pequeno canto em que escrevo. Uma Pool Party pvt incrível em uma digna maison, com momentos divertidíssimos, músicas absurdinhas e patrocínio da Absolut. E com direito a participação especial de Phoebe, a pitbull mais educada de São Paulo.

Depois de um necessário pitstop pra troca de figurino e retoque da escova e do make, partimos pro evento mais frustrante do ano: Skol Sensation. A idéia e elaboração do evento eram muito interessantes, a iluminação era incrível, as performances eram bacanas, a cenografia era muito bonita, mas nada que a The Week ou a R:evolution não consigam fazer ou já tenham feito. Aliás, pra quem tem o maior espetáculo da Terra, nada chegou a me deixar boquiaberto.

Os pontos negativos ficaram pra organização - filas, filas e mais filas - e o som, que mais parecia sintonizado naqueles programas de e-music da madrugada de rádio FM (jurei que em algum momento iria tocar Sthefany Club Mix). Saímos só às 4:30 porque ainda tínhamos esperança que algo fosse acontecer, o que obviamente não rolou.

De lá direto pra The Week, que recebeu um bom público, além do povo de branco. E eu que ainda não conhecia o camarote Chandon, adorei o novo espaço - a filial carioca possui uma área vip tão bonita que já era hora da matriz ganhar uma merecida reforma. É incrível como apesar de todo esse tempo frequentando a casa, a TWSP me impressiona e me deixa eufórico, ainda mais acompanhado de um amigo estreante na noite gay, igualmente impressionado com a qualidade da casa.

O domingo foi dia de orgias gastronômicas paulistanas: café-da-manhã na Bella Paulista, almocinho no Ritz e docinhos na Ofner antes de jornada dupla.

Primeiro, Day Party na Flexx. Eu ainda não conhecia a casa: o espaço é ótimo e a área externa parece funcionar de uma boa maneira (que infelizmente ficou prejudicada com o pé d'água que caiu no meio da tarde), mas merece um tratamento e uns toques de bom gosto (vamos combinar: aquele freezer de boteco cor de gelo não é nada legal...).

Às 7 da noite estávamos de volta à The Week para mais uma edição da Nova Pool Party. A pista absolutamente lotada, com direito a um André Almada no palco e feliz igual a pinto no lixo ao lado dos dançarinos (mais uma vez: os TW Dancers são o máximo). E, claro, Cecin arrasando no som. Barcelona que o aguarde.

Dever cumprido e começando os trabalhos com o pé direito. E já contando os dias pra mais uma visita à cidade que não nos deixa parados nem por um minuto.

---

* Frase por Lindinalva Zborowska, que achou uma aliança da joalheria no banheirón, mas não devolveu no Achados e Perdidos.

Momentinho fofo do finde garantido pelo Gustavo, um leitor que chegou em mim no meio da pista só pra elogiar o blog. Adoro.

5 comentários:

Daniel disse...

A TWSP sempre teve gogoboys muito bons. A do Rio tinha caído na asneira de contratar os mesmos dançarinos batidos daqui que não dançam nada, são só corpos bombados (e rostos duvidosos). Agora, com o novo conceito dos TW Dancers, a coisa mudou totalmente de figura aqui também. Eu nem ligo muito para gogos, mas se é pra tê-los, acho que saber dançar é fundamental, rosto em 2º lugar e aquele corpo mega bombado em 3º. Acho que um malhadinho/sequinho/definido já seria suficiente. Animação e simpatia contam muito mais do que corpo.

Não fui nesse bonde, mas daqui a duas semanas darei meu pulo mensal em SP. Dessa vez irei na 6a para aproveitar mais um dia de jogação, hehehe. E só volto segunda, destruído, mas volto feliz.

Gustavo disse...

Ai ngm merece Mega-Produção que não é tudo aquilo né!!!

Vi algumas pessoas com roupa toda branca na festa que fui sabado.
Quase perguntei se estava bom ou não rsrs.

Mas o que importa é que SP deu um jeito de ajeitar seus agitos após o fiasco Skolatico(eu inventando palavras)

Bjundá!
Volte sempre rsrs

abonitadavieirasouto disse...

Na boa. Gostei muito. Primeiro a organização. Tinha ônibus grátis da Estação do metro. Depois uma fila enorme para entrar, mas abriram outro portão. Não demorei 5 min para entrar. Caixas cheios, mas o que estavam perto das entradas, lá no fundo caixas livres. Cerveja skol a Cr$ 3.00. O chato que eles colocavam nos copos e aí demoravam o atendimento. Mas depois de uma certa hora os bares estavam mais livres. O som,decoração e os laser fizeram um show a parte. Encontrei alguns cariocas na pista e o lorde Tony. AMEI a festa. Quero mais. Tanto que fui no after da Ultradiesel e fiquei 10 min. Meu amigo ficou, eu fui para hotel. Depois de uma festa bombástica ninguém merece um after com gente estranha.

Autor disse...

Caí de páraquedas aqui e adorei o relato da sua visita a SP.
Não conheço a noite de lá, acredita?
Sou comportadinho, hehehehe
Até mesmo na TWRJ fui poucas vezes.

ludo diniz disse...

Olha a Phoebe debutando no mundo blogayro!