segunda-feira, janeiro 07, 2008

José Geraldo, não vai sujar o shortinho!

Continuando no mesmo tópico mas mudando o assunto: viram Fantástico ontem, né?
Eu, que passei o finde baleado (dor no corpo, pressão baixa), provavelmente ainda em decorrência do Reveillon (desculpas públicas aos fofos Thiago e Tony, já que não consegui acompanhá-los sequer num almocinho, quem dirá na jogação – haja fôlego pra esse pessoal de São Paulo, minha gente!), fiz da TV meu programinha de domingo (sem Faustão, please).

Mas nada de Patrícia Poeta linda de viver substituindo a apresentadora negra Gloria Maria (pra seguir a linha da redação...brincadeirinha) ou Zeca Camargo no Japão (já falei que amo Tóquio, né? A-mo! Mas que diabo de camisa com cetim era aquela, meu Deus? Alô, figurinista!).
O hype foi a reportagem sobre como peças do vestuário feminino invadiram (?) o guarda-roupa masculino. Basicamente, shortinho curto, maxibolsas e enormes golas V.

Tá. Invadiram é exagero. Eu nunca vi por aí um hetero usando qualquer uma dessas peças com a namorada a tiracolo, mas que as passarelas do ano passado mostraram, isso não podemos negar.
Claro que os exemplos da reportagem foram exclusivamente gays. Primeiro, uma rodinha de bibas tricotando e dando pinta. Depois, um gringo enorme de forte, careca e de cavanhaque, com uma bolsinha a la Arezzo (ou seria Andarella?).
Detalhe dos detalhes: era mesma bicha que eu vi atravessando a Visconde na altura da Farme (onde mais?), achei graça e tentei tirar foto com o celular.
Tendência!

Falando sério, ainda não arrisquei de verdade, mas sou louco pra comprar uma maxibolsa e arrasar por aí, apesar da minha Puma preto-com-branco (agora com adesivo Frágil da TAM rosa shocking pra dar aquele up no visual) fazer a guerreira sempre que me jogo na casa do namorado. Ai, se eu morasse em Tóquio...

Aliás, pra mim, dos três é extremamente inutilizável o shortinho curto – seja em qual situação for, apesar de respeitar as ameega que adoram mostrar as pernocas torneadas nas jogaciónes.
Ficou famosa a história de uma carioca fervida na época da Parada de SP que estava de calça, levou a mochila, se trocou, se destrocou e perdeu (!!!) o shortinho na pista da The Week.
(Juro, gente. Não vou mentir uma coisa dessas, né.)

A reportagem terminou levando dois modelos montados pra Ipanema - e nem era o Evandro Soldati - e perguntando ao público se os homens deveriam aderir a essas roupas.
O não venceu com 52%.

Ou o povo já tinha ido pra Le Boy/Blue Space ou as bees andam muito desunidas.

3 comentários:

Clebs disse...

shortinho curto?? pow brother, eu sou espada, memão!!!

PS: AONDE o sr já viu bee unida??? Parada Gay não conta!

introspective disse...

Perdoado, perdoado... mas só desta vez, ok? Reincidência é sacanagem... Acabei tendo que ir pra TW de jejum! :(

ebortolotti disse...

então biluzinha querida, eu to junto com meu amigo caio gobbi, fazendo uma campanha abaixo a maxi bolsa e viva a mochila.
bicha maxi bolsa cabe muita coisa, ai vc nao se controla e coloca ate o carro dentro dela. Vai dai q vc apoia ela em um dos seus ombrinhos e ao longo de uma semana vc já ficou torta !!!

e qt ao shortinho eu adoro !!! no calor do rio de janeiro fica quase impossivel sair de calça. as q eu levei nem usei..

beijos