quarta-feira, agosto 27, 2008

É tetra! É tetra!

Já faz quase uma semana e eu nem falei sobre o fim das Olimpíadas. Vai então meu veridicto final.

Porque é sério, gente. O comentário que eu mais ouvi foi:
Quem agüenta o Galvão?

Agora ele arrumou um tal de equilíbrio emocional – segundo ele, os jogadores, além de capacidade e vontade, têm que ter o tal equilíbrio pra ganhar o jogo. Pre-gui-ça.
E ainda é pé-frio, cacete. Toda vez que ele chamava a Vovó Fulana ou a Dona Cicrana na casa de algum jogador, o time perdia um set. Aliás, com exceção do futebol, acho que ele gosta mais do Brasil perdendo, já que o drama é bem maior, né?

Imaginem essa criatura narrando uma final Argentina e Brasil na copa de 2014.
Deus nos livre dessa.

3 comentários:

Serginho Tavares disse...

Definitvamente Deus deveria nos livrar de galvão bueno pra sempre
ou o capeta poderia conseguir sua redenção fazendo o mesmo...

Clebs disse...

Amém!

Alexandre Lucas disse...

Já está na hora de Deus "chamar" o Galvão...