quarta-feira, junho 17, 2009

Indignação

Tudo teria sido perfeito se algo triste não tivesse acontecido com um amigo. Resolvemos terminar o domingo na Cantho, um lugar de má fama no Largo do Arouche, apenas por ser uma noite especial onde pessoas especiais e muitos amigos estariam presentes.

Eu e mais um amigo estávamos esgotados e dez minutos nos bastaram naquele lugar - talvez algo já dizia que não deveríamos estar ali. Porém, outros dois amigos lá permaneceram e um deles ficou até altas horas da madrugada. Por volta das 6 horas, ele foi agredido por 5 homens, marginais frequentadores, na área vip, que já não tinha seguranças naquele horário. Os agressores saíram sem qualquer problema e não foi prestado qualquer socorro pela casa.

Infelizmente, quando falamos de negócios, ainda existem lugares assim em todo o Brasil: preocupam-se com o dinheiro e esquecem da segurança, da integridade e do conforto do público.
Meu amigo está de cama, ainda debilitado, mas vai ser forte e corajoso para levar o caso adiante e, se ainda existe algo nessa vida, fazer justiça.

---

Update

Da mesma forma, é impossível não se indignar com os casos de agressões, bomba e, agora, morte de pessoas inocentes, vítimas de ataques homofóbicos durante a Parada LGBT.

Eu não compareci ao evento, apesar de sempre ter dado uma rápida passada por lá em todos os anos anteriores. Dessa vez, concluí que não tinha dever cívico a ser cumprido, já que não há mais nada de cívico na Avenida Paulista, e muito menos queria ser contabilizado como mais um na multidão - o meu único desejo aos ler as manchetes dos jornais no aeroporto, aliás, era que o número de participantes tivesse diminuído, o que não ocorreu.

Diante desse vazio pela luta dos nosso direitos, só fica a certeza de que devemos repensar a sociedade em que vivemos e a sociedade que queremos.

8 comentários:

ludo diniz disse...

Não soube que vc tinha acabado a noite por lá. Ainda bem que acabou indo embora cedo (ou não, porque talvez se estivesse em grupo esses monstros não iam fazer o que fizeram com o Celso).

Boninho disse...

Mt triste o q aconteceu...que o celso se recupere logo e que justiça seja feita e fechem essa boate!!! Ahhh...adorei a referência a mim no post anterior! rsrsrsr...te adoro amigo, sexta tô no Rio de novo! bjao

Anónimo disse...

ui! ui! vc só terminou lá pq seria uma noite mto especial, com mtos amigos!!
desculpa bee mas inferninho no largo do arouche, a night chamada CANTHO, socorro hein! ques amigos tao especiais sao esses? um bando de gente sem berço! ou entao no minimo vc foi la se enjeitar c a sua companhia da vez. q nojo! existe motel sabia?
ahh!! mas falar de berço com flamenguista eh q nem falar de costas com surdo... bjbj FERVIDA!! COLOCADA

Gui disse...

Anônimo, nos 10 minutos que lá passei, encontrei muitos amigos, principalmente pessoas que trabalham na noite, como DJs, promoters e staff de outros clubes da cidade. Sim, era uma noite especial e não uma noite comum, a qual nunca teria ido.

Infelizmente, o lugar não sabe diferenciar o seu ppublico marginal que frequenta a casa do publico especial que queria apenas fechar uma noite.

E vale a informação: eu nao preciso trepar em boate, muito menos durante a Parada. Sorry.

Beijo e volte sempre.

baiano disse...

Comentarios muito chulos pessoal, ate vc Gui. Nao pode generalizar todos os frequentadores como marginais, o que encontramos em todos os lugares, ate na TW. Preconceito social muito pequeno burgues. Agora, omissao criminosa da Cantho, eu processaria essa espelunca. E te contrataria, pois sou seu admirador. Juizo.

Anónimo disse...

kkkk adoro a bil responde o comentario mas nao nega o colocon! só no pó bronze.... na cara ne! e um pouquinho no nariz pra dar o AR de saude!! uiui!

Alexandre Lucas disse...

Disse e repito: pelo tamanho do evento foi estatisticamente insignificante.
Claro que pessoalmente a palavra ofende quando é um amigo nosso (pelo menos meu conhecido).
Não é minha intenção.

Ailton disse...

Gui, obrigado pelas palavras.Manda esse anônimo pro "camarote da Cantho", é o que ele merece. Por favor, não dê voz pra esses seres invejosos, assim seus leitores não são obrigados a ler tamanha idiotice. Delete e pronto! Sucesso sempre. Ailton